Aeronave Colide em Prédio,  Últimas Notícias

Aeronave Fez Pouso de Emergência em Prédio em Manhattan

Aeronave bate em prédio em Nova York

Segundo o portal de notícias G1, um helicóptero fez um pouso de emergência na tarde desta segunda-feira (10) sobre um prédio na 7.ª Avenida, em Manhattan, segundo disseram os bombeiros de Nova York. Inicialmente, foi informado que um avião teria batido no prédio. Depois, os bombeiros disseram que foi um helicóptero que teve de fazer um pouso de emergência.

“A única indicação é que o helicóptero ou fez um pouso de emergência ou caiu no topo do prédio, e se incendiou, mas é tudo muito preliminar ainda”, disse o governador de Nova York, Andrew Cuomo. Ele disse que o prédio foi esvaziado e que existe informação sobre um ferido.

Por meio do Twitter, a Polícia Nova Yorkina pediu para as pessoas evitarem a area da 7ª Avenida, onde o acidente ocorreu.

Inicialmente, foi informado que um avião teria batido no prédio. Depois, os bombeiros disseram que foi um helicóptero que teve de fazer um pouso de emergência.

Pessoas que estavam no prédio de 51 andares disseram que o sentiram tremer quando aconteceu o impacto da aeronave com o topo da construção.

Após o impacto, segundo o governador, a aeronave pegou fogo. O incêndio foi controlado momentos depois. Não há informação sobre danos estruturais ao edifício, nem sobre o modelo do helicóptero.

Equipes de resgate estão no local. Chove muito em Nova York.

O presidente Trump, parabenizou o resgate após o acidente. “Trabalho fenomenal dos nossos grandes socorristas que estão no local. Obrigado por tudo o que fazem todos os dias”, afirmou, pelo Twitter.

A identidade da vítima – que as autoridades acreditam ser o piloto – não foi divulgada até o momento. A estrutura do prédio está fora de perigo.

De acordo com James O’Neill, da polícia de Nova York, o helicóptero decolou de um heliponto na rua E 34 e voou por apenas 11 minutos antes de sofrer o acidente. Investigadores apuram por que o piloto sobrevoou o local em um dia tão chuvoso como esta segunda-feira.

Segundo o prefeito de Blasio, o tripulante teria de pedir autorização para a torre de controle do aeroporto de LaGuardia para passar pela região. As autoridades vão checar se houve comunicação com os controladores antes do acidente, cuja causa continua desconhecida.

Blasio, afirmou que nada indica um atentado terrorista. “Não há perigo aos novaiorquinos neste momento”, afirmou durante coletiva de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *